Tubulações subterrâneas para fios eletricos e de telefones

FICAM OBRIGADAS, AS EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÃO E ENERGIA ELÉTRICA, A USAR TUBULAÇÕES SUBTERRÂNEAS E “REDE COMPACTA” NOS MUNICÍPIOS QUE ESPECIFICA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

 Nos últimos anos, houve um significativo aumento de atividades, de todos os setores, colocados à disposição do mercado consumidor e conseqüente aumento na demanda de expansão da rede elétrica e de telecomunicação, as quais poderiam ser subterrâneas, porém quase sempre a opção feita é aérea.

 Outro absurdo constatado é de que num dos raros locais (Centro Cívico/Curitiba), onde a fiação é subterrânea, a Companhia Paranaense de Energia Elétrica fixou vários postes no local.

 Dispomos de exemplos desses novos serviços, a telefonia, as televisões a cabo, as infovias próprias para a internet ou para ligações dos sistemas em rede. Além disso, também dependem de redes a energia elétrica, a água canalizada e o esgoto.

 Desta forma, o avanço tecnológico, o acelerado processo de ampliação das telecomunicações, os serviços que estão sendo postos à disposição do mercado que se encontram nas grandes e médias cidades, dão conta de um novo fato no qual o local privilegiado para implantação das redes aéreas e subterrâneas á efetivação dos mesmos são os municípios.

 Esta nova realidade exige dos governantes uma reflexão acerca de como equacionar o problema de modo que:

 a) os serviços possam ser disponibilizados com a máxima segurança para os munícipes;
 b) a disponibilização dos serviços e a respectiva implementação da infra-estrutura esteja compatibilizada com o processo de planejamento municipal;
 c) a extensão das redes não pode transformar as cidades em uma gigantesca “teia de aranha” com cabos suspensos passando de um lado para o outro.
 
É com medidas de vanguarda como esta que cada vez mais se disponibiliza e fomenta o desenvolvimento para uma melhor qualidade de vida para toda a população paranaense.
 Assim sendo solicito o apoio dos nobres Pares deste Legislativo para aprovação da referida matéria.

Data Entrada: 03/05/2007

Trâmite Comissões
04/05/2007 – Comissão Constituição e Justiça – Aguardando Parecer


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *